segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

o pulmão-peste: pútrido, mal lavado

Papai me ensinou a ser um bom menino
a usar calças largas e sapatos de couro
Mas eu não quero:
quero ser livre, quero ser o crime.

Mamãe me disse para ir à igreja
Disse-me para usar gravatas
Mas eu não quero:
quero ser ilusão, refração.

Meu rock n’ roll é efêmero
É palavra suja, mal criada, estúpida

Papai quer meninas, eu, meninos
Mamãe quer bondade, eu, liberdade

Me tênis sujo é desespero aos pobres de espírito
Minha calça rasgada é soco no estômago,
é grito de guerra:
sem fala
sem gesto
é imagem.


pneumoultramicroscopicossilicovulcanoconiótico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário